Vantagens de conviver com diferentes culturas

Por Sílvia Henriqueto em

A semana passada, de 22 a 28 de Junho assinalou-se em Portugal a Semana da Interculturalidade, promovida pela EAPN de Portugal (Rede Europeia de Anti-Pobreza). Esta semana teve como principais objetivos fomentar o respeito pela diversidade, estimulando o diálogo e a relação entre as culturas. É uma semana não só destinada aos adultos da comunidade, como também às crianças, pois as crianças de hoje serão o futuro de amanhã, daí a importância de também existirem campanhas como “Por uma Infância sem Racismo”.

Mas não podemos falar de Interculturalidade, sem entrarmos no conceito de Cultura. A cultura engloba todas as características e conhecimentos de um grupo particular de pessoas e que engloba a linguagem, a religião, os hábitos sociais, a culinária, a música, as artes, os valores familiares e pessoais e as crenças.

Assim, a interculturalidade é quando nos rodeamos de pessoas de outras culturas, com base no respeito mútuo pelos diferentes pontos de vista. O diálogo, a empatia e o respeito pela dignidade humana estão na base da interculturalidade.

Quais são as vantagens de conviver com diferentes culturas?

  • Permite maior compreensão e tolerância sobre o mundo e, consequentemente, uma melhoria das competências sociais no nosso dia-a-dia;
  • Diminui estereótipos;
  • Diminui o racismo (quando vivemos numa sociedade multicultural, o racismo diminui porque há um maior entendimento do comportamento das diversas pessoas);
  • Oferece diversidade (pessoas diferentes têm opiniões diferentes, conhecimentos, pontos de vista e soluções também diferentes);
  • Melhora a comunicação (além de podermos adquirir conhecimentos de novas línguas, vamos também aprendendo sobre a comunicação não verbal das várias culturas);
  • Cria a oportunidade de conhecer pessoas novas e factos novos e interessantes. Por exemplo, podemos ter a oportunidade de saborear diferentes cozinhas, sem precisar de viajar para um determinado país.

Um dos obstáculos para a interculturalidade são os estereótipos e preconceitos, que são apenas pensamentos ou suposições e não factos reais. Dialogar e respeitar pode ser o ponto de partida para a construção de relações entre as diferentes culturas presentes numa comunidade. “Todos diferentes, todos iguais” é algo que devemos ensinar às nossas crianças.

A interculturalidade é uma excelente forma de combater a exclusão social.


0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder