Sinais de Alerta dos 15 meses até aos 6 anos

Por APEXA em

O desenvolvimento de uma criança é algo que acontece de uma forma linear. Durante este processo ocorrem várias mudanças de uma forma gradual. Cada criança tem o seu próprio tempo de desenvolvimento e devemos respeitar isso, no entanto devemos sempre estimular a nossa criança da melhor forma possível e principalmente com muito amor.

São várias as fases do desenvolvimento de uma criança, por isso aproveite cada uma dessas fases, pois é num instante que os nossos bebés crescem.

Durante o seu desenvolvimento podem surgir alguns indicadores que nos mostram que algo no desenvolvimento não está a correr da melhor forma.

Fique atento a estes sinais de alerta no desenvolvimento do seu filho.

15 Meses

  • Ausência de tentativa de se deslocar ou de explorar o ambiente;
  • Exploração de objetos predominantemente oral;
  • Não faz sons variados e polissílabos e não tenta imitar o som do adulto;
  • Não faz pinça fina e não usa funcionalmente os objetos;
  • Não aponta ou tenta usar o gesto como suporte da comunicação;
  • Não cumpre ordens simples.

18 Meses

  • Não se põe de pé, anda em pontas ou não nada;
  • Assimetrias;
  • Não faz pinça fina, atira objetos ou leva-os sistematicamente à boca, sem uso funcional;
  • Ausência de resposta à voz, não vocaliza espontaneamente e não diz palavras perceptíveis;
  • Não se interessa pelo que o rodeia, não estabelece contacto ocular e não apresenta intencionalidade comunicativa;
  • Não cumpre ordens.

2 Anos

  • Não anda ou anda sistematicamente em pontas;
  • Deita objetos fora e não constrói nada;
  • Não parece compreender o que lhe dizem;
  • Não tem palavras inteligíveis;
  • Não procura imitar, não se interessa pelo meio e pelas pessoas;
  • Não tenta interagir;
  • Não aponta, não pede e não mostra;
  • Birras desajustadas em frequência e intensidade ou sem motivos aparentes.

3 Anos

  • Anda sistematicamente em pontas;
  • Apresenta vários movimentos dos braços (por exemplo, esticar e abanar);
  • Não parece compreender o que lhe dizem, não junta duas palavras;
  • Não usa funcionalmente os objetos e não tenta fazer algo construtivo ou criativo;
  • Não tenta interagir com os outros, não socializa, não mostra, não partilha e não pede;
  • Não usa o gesto como suporte para comunicar, no caso de dificuldades expressivas.

4, 5 e 6 Anos

  • Hiperativo e agitado ou distraído e com dificuldades de concentração;
  • Comportamento muito difícil, opositivo e desafiante, que não é controlável pelos pais;
  • Problemas de interação social, associados ou não a comportamentos estereotipados e repetitivos;
  • Dificuldades na comunicação e empatia;
  • Linguagem incompreensível aos quatro anos;
  • Substituições fonéticas e erros articulatórios presentes aos cinco/seis anos;
  • Dificuldades nas aprendizagens pedagógicas.

Caso verifique alguns destes sinais fale com o seu pediatra e/ou médico de família.

Na APEXA poderá encontrar uma equipa terapêutica que poderá ajudar o seu filho a ultrapassar estes sinais de alerta e a promover um desenvolvimento infantil harmonioso.

Muito importante, não se esqueça que brincar é muito importante para um bom desenvolvimento. Por isso, ao brincar com o seu filho num clima de carinho e de afectividade, o vosso filho sentir-se-á seguro e contente por descobrir o que existe à sua volta na companhia dos pais. Este contexto de amor é fundamental para estabelecerem um laço forte com o vosso filho e para que a aprendizagem em  todas as fases do desenvolvimento sejam bem sucedidas.

Ana Santinhos | Fisioterapeuta da APEXA


0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder