Quando iniciar o desfralde do meu filho?

Por APEXA em

A expressão “tudo a seu tempo” é a que mais se adequa a todo o processo do desfralde. Não existe momento ideal para tirar a fralda de uma criança, vai depender da fase do desenvolvimento em que o seu filho se encontra. A criança precisa de estar pronta física e emocionalmente para começar o desfralde.

Não há uma idade precisa para este momento. Cada criança é única e vai estar pronta quando estiver. Isso é normal. Algumas crianças estarão prontas a partir de dois anos, outras a partir de dois anos e meio ou mais.

A criança precisa de estar pronta física e emocionalmente para iniciar o desfralde. Se começar o desfralde cedo demais pode levar mais tempo. Não vale a pena apressar esta etapa se a criança não estiver preparada.

O desfralde deve ser iniciado quando o seu filho demonstrar que está preparado, ou seja, a criança deverá ter adquirido alguns destes sinais:

Sinais Físicos

  • Anda com firmeza.
  • Já consegue correr.
  • Consegue subir escadas alternando os pés nos degraus.
  • Salta com os pés juntos.
  • Faz bastante xixi de cada vez (e não de pouquinho em pouquinho).
  • Faz um cocó razoavelmente sólido, em horários mais ou menos previsíveis.
  • Fica “seco” por pelo menos três ou quatro horas, ou seja, os músculos da bexiga conseguem segurar a urina.

Sinais de Comportamento

  • Consegue ficar sentado na mesma posição por entre dois e cinco minutos.
  • Consegue baixar e subir as calças. Fica incomodado quando a fralda está suja ou molhada.
  • Demonstra interesse nos hábitos de higiene (gosta de observar os outros irem à casa de banho ou quer usar fralda cueca/cueca)  
  • Dá sinais físicos ou verbais quando está com vontade de fazer cocó, ou seja, pode dizer que quer fazer cocó, ou faz uma expressão que você já conhece que ele tem vontade de fazer cocó.  
  • Mostra interesse em ser mais independente.
  • Fica orgulhoso com suas próprias conquistas.
  • Não demonstra resistência à ideia de usar o penico ou a sanita.
  • Está numa fase em que gosta de colaborar, e não numa fase “do contra”.

Sinais Cognitivos

  • Entende e obedece a “ordens” simples.
  • Consegue dizer as palavras para xixi e cocó.
  • Pode compreender que tem um objetivo (ir à casa de banho) e consegue-se lembrar dele.
  • Entende os sinais físicos de que está com vontade de ir à casa de banho e consegue pedir para ir .

Se o seu filho, apresentar alguns destes sinais poderá iniciar o momento do desfralde.

Celebre com o seu filho as suas pequenas conquistas.

Algumas dicas:

O desfralde não deve ser iniciada em períodos que a rotina da criança esteja alterada. Ex.: viagem, doença, nova escola ou até nascimento de um irmão.

No verão é uma boa altura para iniciar este processo. As crianças usam menos roupas o que facilita o processo.

Leve seu filho/a para escolher o penico e/ou redutor para a sanita. Converse com o seu filho sobre a finalidade do penico/redutor para sanita.

Se a escolha for por um redutor para a sanita, não se esqueça de colocar um banquinho para a criança apoiar ambos os pés. A criança não deve ficar com os pés balançando no ar.

Coloque o penico na casa de banho.

Explique ao seu filho que na casa de banho é onde se faz xixi e cocó.

Tenha uma atitude positiva e muito humor. Nada de críticas ou irritações, não vale a pena.

Celebre as pequenas conquistas e as grandes também.

 Fique ao lado da criança enquanto está a usar o penico. Converse com ela, de forma descontraída.

Crie uma pequena rotina de sentar no penico por pouco tempo, em alguns momentos do dia, por exemplo, depois de almoçar, lanche e jantar. Se a criança tem um horário para fazer cocó nas fraldas, peça para se sentar no penico próximo desse horário.

Sempre que  perceber o desejo da criança, leve-a ao penico.

Se perceber que esse treino do desfralde está a manifestar-se completamente insatisfatório e/ou que a criança resiste ou demonstra irritação, não hesite em interrompê-lo e esperar uns meses para recomeçar.

Acidentes acontecem, o seu filho vai fazer xixi na roupa, encare com naturalidade e calma, sem imaginar que seja um retrocesso do seu filho. As crianças distraem-se facilmente e preferem continuar a brincar do que parar para ir à casa.

O controle dos esfíncteres noturno é mais demorado, podendo levar meses ou até anos, depois do controle diurno. Fazer xixi na cama, à noite, pode ser normal até uma idade bem mais velha.

Não compare crianças, nem mesmo irmãos, com relação à idade e velocidade do desfralde.

Todas as crianças sem graves patologias clínicas associadas, conseguem deixar as fraldas.

Todas as crianças, ao seu tempo de desenvolvimento, deixarão de usar fraldas.  

O processo de desfralde não tem tempo determinado, tudo vai depender de cada criança e da ajuda dos pais.

Muita criatividade e muito sentido de humor nesta fase do desfralde. Bom desfralde!

Ana Santinhos | Fisioterapeuta