Quando devo procurar um psicólogo?!

Por APEXA em

A decisão de procurarmos um Técnico de Saúde Mental nem sempre é fácil. Ainda subsistem muitas crenças negativas em relação ao acompanhamento psicológico. Quantas vezes ouvimos que ‘só procura um psicólogo quem é maluco!’
Este tipo de conceitos distorcidos na nossa sociedade cria a ideia de que quem passa por crises existenciais, dificuldades sérias em gerir as suas emoções ou apresenta sintomas de uma perturbação mental são pessoas ‘fracas, incapazes ou incompetentes’.

Procurar ajuda de um profissional de Saúde Mental, como um psicólogo é primeiramente um sinal de coragem e de aceitação de que sempre que precisamos de ajuda sabemos onde encontra-la. Mas então, onde reside a fronteira entre um problema de simples resolução e uma situação grave?! A resposta estará na intensidade, na durabilidade do conflito e na forma como está a lidar (ou não) com isso.

Quem pode beneficiar da Consulta de Psicologia?

Todas as pessoas podem beneficiar da Consulta de Psicologia. A Psicologia é uma ciência que estuda o comportamento humano e as suas funções mentais e que intervém com técnicas e instrumentos próprios.

A intervenção é realizada tendo em vista a melhoria na qualidade de vida do cliente. Qualquer pessoa com ou sem perturbação diagnosticada poderá beneficiar de  acompanhamento psicológico, aumentando assim o conhecimento sobre si mesmo e elaborando os seus conflitos internos.

Neste sentido, os psicólogos desenvolvem as suas funções em várias áreas. Estão, maioritariamente, distribuídos pelas áreas: Clínica e Saúde; Social e das Organizações e Educacional mas podemos encontrar psicólogos nas áreas: Criminal, Comportamento Desviante e Desporto.

Como se processa uma consulta de psicologia?

Na primeira consulta, o cliente expõe aquilo que o move a procurar ajuda. O psicólogo irá explorar um pouco mais esse pedido de modo a melhor compreender o funcionamento interno do cliente. É favorecida o inicio da relação terapêutica que irá permitir manter a confiança e a segurança durante o processo de acompanhamento.

Também nesta sessão definir-se-á se haverá necessidade de realizar uma Avaliação Psicológica, recorrendo a instrumentos psicológicos específicos para o problema apresentado.
Após a avaliação é realizada uma devolução ao cliente sobre os resultados da avaliação e analisado se haverá necessidade de dar inicio à intervenção psicoterapêutica.

Durante as consultas, os psicólogos estão obrigados a manter a confidencialidade em contexto clínico, ou seja, tudo que é partilhado e revelado em consulta deve ser mantido em confidencialidade, excepto se existirem evidências de um risco e/ou perigo de vida imediato para o cliente e/ou outros.

Quais benefícios da Consulta de Psicologia?
  • Um espaço de escuta sem julgamento e um momento de reflexão para que o cliente possa dar sentido ao momento que está a viver;
  • Fomenta o desenvolvimento da autoestima, autoconfiança e o autoconhecimento do cliente;
  • O cliente aprende a melhorar a sua atitude perante as adversidades;
  • Promove o equilíbrio emocional através do autocuidado e da gestão das suas emoções;
  • Melhora a relação que o cliente tem consigo mesmo e como consequência a relação que estabelece com o outro;
  • Auxilia nos processos de luto e na aceitação da realidade sem causar tanto dano emocional;
  • Previne a progressão dos sintomas, promovendo o bem-estar do cliente;
  • Incentiva que o cliente adquira ferramentas internas para alcançar os seus objetivos, dando uma intenção aos seus pensamentos, comportamentos e emoções.

Até breve,
Marisela Agra
Psicologa Clínica


0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder