Saber Estudar #2 – Motivação para o Estudo

Por Sílvia Henriqueto em

A motivação do aluno é decisiva no processo de ensino/ aprendizagem.

Um aluno motivado sente interesse, curiosidade, segurança, ânimo, confiança e entusiasmo. Por outro lado, um aluno desmotivado sente desinteresse, apatia, insegurança, desânimo, inércia, desalento.

Mas afinal o que é a motivação? A motivação é aquilo que move uma pessoa, é um impulso que põe a pessoa em ação. Assim sendo, um aluno motivado vai procurar novos conhecimentos, oportunidades e participar nas tarefas com maior entusiasmo.

No entanto, nem todos os alunos estudam pelas mesmas motivações (ou razões), e se tem mais de um filho, certamente já verificou isso.

O gráfico em cima apresenta dois tipos de motivação: a motivação intrínseca, em que o aluno já definiu claramente quais os seus objetivos e sente-se motivados por si só; e a motivação extrínseca, em que o estudo não passa de uma obrigação, sendo encarado como tarefa desagradável que apenas realiza para que os outros não o incomodem, ou para receber uma recompensa do exterior.

A motivação é, pois, fundamental no momento de estudar, pois é a energia que, na véspera dos testes, leva o seu filho a colocar de lado o computador ou a televisão e a optar pelos livros. Ajude o seu filho a definir objetivos; mostre entusiasmo sempre que ele consegue ultrapassar um obstáculo; valorize os seus sucessos e reflitam em conjunto sobre os fracassos.

Se sente que nem sempre o seu filho tem vontade de ir para a escola ou que nunca lhe apetece estudar, deixamos o desafio para o colocar a refletir. Questione-o: “Quais são as tuas motivações na vida? Quais são os objetivos que pretendes alcançar? Quais são os teus sonhos?” E depois de ter estas respostas, reflita em conjunto com ele sobre qual o “custo” para a concretização de cada sonho.

Veja esta e outras dicas aqui!