Porque é importante falar sobre emoções com as crianças?

Por Sílvia Henriqueto em

A forma como interpretamos as nossas emoções tem um impacto no nosso comportamento. O desenvolvimento emocional é um processo que começa na infância e daí a importância de ensinar às crianças e jovens como gerir emoções.

Se pensarmos na forma como hoje, adultos, reagimos a uma emoção de raiva ou de vergonha, será com certeza diferente da forma como reagiríamos à raiva ou à vergonha quando tínhamos 14 anos. É, portanto, essencial que as competências emocionais não sejam deixadas de parte e que possamos ensinar às nossas crianças, algumas coisas como:

– O que são emoções e sentimentos?

– Como é que as emoções aparecem e porquê?

– Como reconhecer as nossas próprias emoções e as dos outros?

– Como é que podemos gerir as emoções?

Vejamos, então, porque é importante ajudar as crianças a identificar e expressar emoções e sentimentos.

1 – Normalizar emoções diminui a ansiedade.

Quando a criança sente uma determinada emoção, pode ser assustador para ela e pode ter tendência a não demonstrar o que sente. Por outro lado, se reprimirmos as emoções das nossas crianças, elas vão tornar-se incapazes de lidar com a linguagem emocional. Devemos validar todas as emoções da criança e, assim, ela não terá medo de as expressar.

2 – Conhecer as nossas emoções promove a inteligência emocional.

Não podemos querer que a criança e o jovem tenham um bom desenvolvimento emocional, se não for capaz de identificar as emoções corretamente primeiro. Antes de saber lidar com a raiva, há que ser capaz de reconhecer a raiva e compreendê-la. Para que aprendam a identificar as emoções podemos começar por lhe explicar qual a expressão facial que lhe está associada.

3. Gerir com sucesso as emoções é a base para uma boa saúde mental.

Quando a criança aprender a reconhecer, identificar e gerir emoções é mais provável que consiga ter relações mais positivas e estáveis, criar empatia com os outros, sentir-se mais competente e confiante e desenvolver capacidades de resiliência. Tudo isto conduz a uma menor probabilidade de problemas comportamentais, de ansiedade e, como sabem, a saúde emocional é fundamental para a saúde física.

Lembre-se, falar com o seu filho sobre emoções vai permitir construir um caminho a longo prazo para o seu bem-estar. Sugiro a leitura do livro “O Monstro das Cores”, onde a personagem principal é um monstro que vai mudando a sua cor consoante a emoção que está a sentir, ajudando as crianças a perceber as emoções.


0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder