A importância de a criança andar com os pés descalços

Por APEXA em

Andar descalço afeta positivamente o desenvolvimento da criança, desenvolve e melhora a sua inteligência.

Mesmo assim, os pais costumam insistir em calçar os sapatos, mesmo quando as crianças não precisam.

Enquanto os vossos filhos são bebés e não andam, não necessitam de usar sapatos, deixem os pés dos vossos filhos em liberdade.

As crianças insistem em tirar tudo o que lhes colocam nos pés, pois ficam mais confortáveis e felizes explorando o meio ambiente em liberdade.

Porque os bebés tiram tudo dos pés? Nos primeiros meses de vida do bebé, os pés tem uma função essencial, de informar acerca do mundo exterior que envolve o bebé, que toca com os pés tudo o que está ao seu alcance.

Entre os 6/7 meses, os bebés começam a exploração dos pés com a boca e este é um processo essencial de autoconhecimento que promove novas sensações e experiências motoras que irão contribuir para o desenvolvimento de várias competências essenciais.

Os bebés têm mais sensibilidade nos pés do que nas mãos. Pô-los a caminhar descalços ajuda-os a analisar o ambiente à sua volta e a aperfeiçoar as suas capacidades motoras.

Caminhar descalço provoca uma sensação de liberdade inigualável. No caso dos bebés, as vantagens são ainda maiores. O pé do recém-nascido tem uma sensibilidade muito maior do que a sua mão, de modo que as terminações nervosas sensoriais dos pés são essenciais para o seu desenvolvimento emocional. As informações tácteis e perceptivas que os bebés recebem através dos pés favorecem o amadurecimento das suas habilidades motoras.

Andar descalço estimula a maturação de algumas funções cognitivas, através do desenvolvimento da proprioceptividade, melhorando assim o seu desempenho intelectual.

Andar com os pés descalços também beneficiam o desenvolvimento muscular do pé quando este se organiza para formar o arco e fortalece as articulações e músculos do pé, o que resulta numa melhor postura e equilíbrio das crianças, evita lesões e facilita a circulação sanguínea.

Por isso, é tão importante andar descalço, por isso deixar as crianças livres para tocar , levar os pés à boca, deixando-os integrar todos os estímulos possíveis. Assim devemos colocar sapatos nas crianças apenas quando os mesmos  são necessários, e em casa andar livremente!

Quando o bebé começar a dar os primeiros passos, é importante que possa sentir que apoia a planta do pé no chão e isto, consegue-se muito melhor descalço. As meias anti-deslizantes são uma boa opção, nesta etapa, uma vez que permitem uma excelente liberdade de movimentos aos pés, muito superior àquela que lhe poderiam dar uns sapatos. Desta maneira a criança sente o chão e ao mesmo tempo está protegido porque, as meias, ao serem anti-deslizantes, evitam que o bebé escorregue e caia.

 No momento de escolher calçado, nesta fase, convém que usem sapatinhos de sola flexível, não muito pesados, mas com apoio do calcanhar para que possa ter uma boa mobilidade, evitando calçado que impeçam a criança de se movimentar livremente.

Nos meses quentes, e desde que o chão não seja escorregadio, o melhor é deixar a criança andar descalça enquanto estiver em casa. Nos meses de verão aproveite também para levar as suas crianças à praia para andarem sem sapatos na areia seca e molhada.

Deixe a sua criança andar descalça e aproveite os benefícios disso, para promover o desenvolvimento do seu filho.

Caminhar descalço provoca uma sensação de liberdade incomparável.

Ana Santinhos | Fisioterapeuta


0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder