Lidar com o sentimento de rejeição é um grande desafio nos dias de hoje, e é também muito comum, podemos verificá-lo ao observarmos o comportamento das pessoas nas rede sociais. Por exemplo, publicar uma fotografia e não receber “likes” ou enviar uma mensagem e não obter resposta, são atitudes consideradas negativas, pois criam a sensação de rejeição instantânea nas pessoas, que podem gerar mau estar ou até uma baixa auto-estima. Este comportamento acontece porque o ser humano sente uma grande necessidade de pertença, e ser rejeitado pode causar grande desconforto e até sofrimento. Relativamente à rejeição familiar o desafio torna-se mais complexo, pois é algo que pode crescer com a pessoa desde a sua infância. Existem casos em que a pessoa se sente, constantemente, rebaixada e abandonada, devido a experiências negativas ou mesmo por falta de carência emocional. Estas emoções negativas acabam por impedir à pessoa perceber as demonstrações de afeto dos seus familiares. Afinal cada pessoa tem a sua forma de demonstrar o que sente, e não é por não fazer de igual forma como nós que nos ame menos. A “romantização” das famílias faz com que muitos idealizem demasiado as relações, acabando por se sentirem com a realidade que vivenciam. Um dos caminhos para superar esta dificuldade é aceitar que cada membro familiar tem as suas peculiaridades, as suas histórias, sentimentos e diferentes formas de demonstrar afeto. Nem sempre este carinho vem em forma de abraços, beijos ou palavras acolhedoras e gentis. No entanto, é importante perceber as boas atitudes e as acções de forma otimista. Esta é a chave para começar a eliminar o sentimento de rejeição e exercitar a empatia, colocando-se assim no lugar da outra pessoa.

Técnicas para lidar com a Rejeição Familiar:

1) Ressignificação
Tentar entender os sentimentos e dar-lhes outro significado na sua mente irá ajudar a compreender melhor as atitudes dos outros, como por exemplo não ter tido o afeto que necessitava na infância por parte dos seus familiares ou amigos;

2) Entender a forma de amar de cada um
Nem todos sentem a necessidade de demonstrar o que sentem explicitamente, pois muitas pessoas não receberam determinados tipos de afetos dos seus pais e acabam por reproduzir comportamento similares dos seus familiares;

3) Praticar o Perdão
Mesmo que tenho ocorrido à pessoa uma situação que lhe causou mágoa por parte de um familiar é importante saber perdoar, pois com essa atitude irá ajudar a melhorar a relação com a família;

4) Deixar de se culpabilizar
É importante perceber que quando alguém é rejeitado nem sempre o problema está na pessoa. A pessoa ao sentir-se inferior irá sofrer ainda mais. Porém, se a rejeição acontecer por conta de alguma atitude da pessoa, esta deve refletir sobre o seu comportamento e ter a atitude de pedir desculpa.

5) Cuidar da auto-estima
Quando a pessoa sente que é rejeitada, o ser humano procura muitas vezes em si defeitos para justificar esse sentimento. Essa reação funciona como uma tentativa de defesa ou para entender melhor a situação, mas na verdade só causa na pessoa mais sofrimento.