5 razões para observar as crianças enquanto brincam

Por Sílvia Henriqueto em

Os comportamentos das nossas crianças transmitem muitas informações. Por isso, a observação é uma ferramenta muito útil. Durante as brincadeiras e os jogos, tal não deve ser exceção.

Porquê observar os jogos/ brincadeiras das crianças?

  1. Autocontrolo

Enquanto as crianças brincam, é possível observar os seus movimentos e impulsos. Por exemplo, em crianças mais pequenas, se estão a tentar construir um determinado lego e, por não conseguir, o destroem com raiva, pode demonstrar fraca resistência à frustração e pouco autocontrolo. O mesmo pode ser observado em crianças mais velhas que, em frente a um jogo de computador/ consola, pode começar a gritar se o jogo não estiver a correr conforme planeado.

  1. Emoções

As crianças expressam muitas emoções e sentimentos através da brincadeira. Numa pintura, as cores que escolhem podem demonstrar maior alegria, raiva… O próprio tema do desenho pode significar que a criança quer falar sobre determinado assunto. Nos adolescentes, as redes sociais podem mostrar o que mais os preocupa, os seus valores, as suas opiniões sobre determinados assuntos e o que sentem.

  1. Habilidades sociais/ Dificuldades

Quando uma criança está num ambiente com outras crianças e adultos é possível observar o seu nível de interação com os outros. A observação permite compreender se a criança procura atenção, se fica mais isolada, se prefere brincar em paralelo ao invés de brincar em conjunto…

  1. Situações problema

As crianças mais novas tendem a reproduzir, em brincadeiras faz de conta, as situações mais negativas pelas quais passaram. Em situações de violência doméstica, é bastante comum que as crianças reproduzam, com os seus bonecos, os comportamentos que assistiram os pais ter um com o outro, seja verbalmente, ou através da história construída.

  1. Momentos de alegria

Tal como as crianças tendem a imitar situações que lhes causam tristeza, isso também acontece com a alegria. As crianças têm tendência a invocar as pessoas que mais admiram e a imitá-las, tal como a reproduzir situações que as deixam muito entusiasmadas (por exemplo, se uma criança no fim-de-semana foi passear a um Parque Aquático, é normal que reproduza todas as situações vividas com entusiasmo, se estas lhe causaram felicidade).

—————————————————————————————————————————————————-

Quando uma criança faz uma nova aprendizagem ou vivencia um determinado acontecimento, é normal que a reproduza nas suas brincadeiras. Essa imitação permite-lhes conferir significado e interpretá-las emocionalmente.

A observação do jogo/ momentos de brincadeira das crianças permite perceber quais os atuais interesses da criança, como reagem a determinados contextos, como se adaptam a novas situações e com quem brincam.

Brincar é, também, aprender. Promove imaginação, criatividade e competências sociais. Permite também o desenvolvimento físico (desde correr e saltar até tarefas que exijam segurar num pincel – motricidade fina), e ainda ajuda a compreender e a expressar emoções.

“Para entender uma brincadeira de criança é preciso observar” Heidemann e Hewitt


0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder